Gostava Tanto de Você

Em um dos artigos do blog eu escrevi sobre as músicas que contam histórias e/ou estórias tristes. Uma das músicas é “Gostava Tanto de Você” gravada pelo compositor e cantor Tim Maia. Sabia que ele já foi branco?

Na época todos entenderam a letra da música como dedicada à alguém que o Tim Maia gostava muito e a perdeu. Uns miraram em uma mulher amada, amante e, outros à uma filha que morrera na flor da juventude ou infância.

Como todo compositor, principalmente orientado pelas gravadoras, Tim Maia deixou a história ou as estórias tomarem o seu próprio rumo para dar IBOPE. Sabia que o “E” de IBOPE significa “Estatística” e não existia no ato da criação da marca e foi colocado por sugestão de Elano Paula?

Pois bem! Difícil seria Tim Maia se manifestar sobre a letra da música, mesmo que ele quizesse, pois a música foi composta, não por ele, mas por Edson Trindade. Um excelente compositor que não gostava muito de holofotes apesar de ter integrado o grupo “Tijucanos do Ritmo”, banda onde Tim Maia tocava bateria nos anos 50.

Tim Maia estava no início de sua carreira solo, depois que a banda “The Sputniks” que foi formada no Rio de Janeiro, em 1957, por ele, Tim Maia, junto com Roberto Carlos, Arlênio Lívio, Edson Trindade e Wellington Oliveira, se desfez. E, angariando músicas para lançar seu primeiro disco, se deparou com “Gostava Tanto de Você”, que gravou no disco Tim Maia em 1973.

Um dos boatos que correu mundo foi o de que Edson compôs a canção em homenagem à sua filha que havia falecido, porém, isso foi desmentido por Erasmo Carlos. A canção pode ter sido composta na década de 1950, para uma ex-namorada, que não gostava que Edson integrasse o grupo “The Snakes”, mesma banda “The Sputniks” que mudou de nome depois que Tim Maia e Roberto Carlos deixaram a banda para tentar carreira solo.

Plausível, pois na época em que Edson Trindade compôs a música, década de 50, ele tinha apenas 16 anos e, portanto, não tinha uma filha. Fez e guardou a música que seria gravada por Tim Maia apenas no ano de 1973.

Gilmar Lopes é um ótimo pesquisador de boatos e que chegou inclusive a cooperar com a Rádio Bandeirantes sobre esses assuntos. Ele é outro que nega o boato da criançamorte em um acidente de carro. Segundo ele, na realidade o alvo da canção, confirmado também pelo ex-companheiro de banda do compositor, o músico Erasmo Carlos. Na página 58 da sua autobiografia “Minha Fama de Mau”, Erasmo dá a entender que o Edson fez a música para uma namorada chamada Meire. E relatou: “Meire viria a ser uma espécie de Yoko Ono dos Snakes. Ela seria culpada pelos primeiros desentendimentos entre nós. No início do namoro dos dois, sua presença em nossos compromissos passou a ser quase diária, interferindo na liberdade e na intimidade do grupo. Aos poucos, fomos perdendo nossa privacidade. Tínhamos que nos policiar na hora dos palavrões, das piadas, dos peidos e arrotos”.

Erasmo Carlos ainda conta que, certo dia, Edson Trindade apareceu no ensaio da banda muito triste, relatou que tinha terminado o namoro com a Meire. Muito triste, falou que “Vim me despedir de vocês. A Meire terminou comigo e vou me suicidar. Vou me jogar do cais da Praça XV. Vou encher meus bolsos de pedras e me jogar”. Porém, ninguém deu muita atenção pra aquela ameaça. Só que depois de dois dias sumido, deixou os amigos preocupados. Porém, na noite do terceiro dia, Edson Trindade apareceu todo feliz contando que havia reatado com a namorada. Semanas depois, reapareceu feliz da vida com uma música chamada “Gostava Tanto de Você”, escrita numa folha de papel de embrulhar pão. Na sua biografia, Erasmo escreveu: “Sempre que ouço Gostava Tanto de Você, penso: “Será que ele fez essa música para a Meire?”

Sim, Ele escreveu a música foi mesmo para namorada. Conta a sua nora Hérika Trindade. E conta mais. Na realidade, o nome correto da namorada era Mari. E os dois terminaram por se casar. Mari e Trindade tiveram quatro filhos: Eduardo (afilhado de Tim Maia), Evandro, Ana Gabriela e Cláudia. Evandro é o único falecido.

Compartilhe com os amigosShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *