Golpes na Internet e WhatsApp

Com o mundo cada vez mais conectado, aumenta proporcionalmente o leque de opções de fraudes “boladas” pelos gatunos. Lembramos que o “trabalho profissional” desses elementos é usar a ociosidade para pensar formar de levar vantagens sobre os “ingênuos” internautas.

A “Engenharia Social Online” é o conjunto de todas as atividades que envolvem a conectividade seja através do computador, seja pelo telefone. E quando falamos de Engenharia Social Online, estamos nos referendo à ação de golpistas que manipulam suas vítimas para convencê-las a entregar informações pessoais à eles. Os bandidos exploram as fraquezas humanas para se passar por outras pessoas.

Com base nas informações do aumento significante de golpes online e, com base nos meus conhecimentos na área de tecnologia, resolvi fazer uma análise para ajudar ao pessoas na prevenção de cair em algum golpe. Fique atento para essas quatro dicas:

1) Nunca revele suas senhas ou PIN por e-mail ou telefone, mesmo que o pedido pareça estar sendo feito por uma pessoa conhecida ou empresa que você tem alguma relação, ou seja, mesmo que o pedido pareça ser extremamente legítimo;

2) Retorne a ligação para o número informado no site da empresa caso alguém ligue solicitando informações pessoais;

3) Não clique em links suspeitos, nem mesmo naqueles enviados por conhecidos. Antes de mais nada, verifique o endereço web recebido;

4) Pense com calma. Por mais que a mensagem pareça legítima, lembre-se: Quando a esmola é grande o santo desconfia.

Vou tentar lhe explicar, da melhor forma possível, sobre as formas de golpes para você ficar atento de como os bandidos trabalham para tirar vantagens dos bons. Eles atacam de forma e com base nas atitudes de pessoas que são ingênuas por achar que todos são bons.

1) Phishing, smishing e vishing:
Golpistas entram em contato com as vítimas via e-mail, SMS e telefone (por voz ou rede de mensagens como o WhatsApp e Telegran). Eles podem fingir que são, por exemplo, o gerente do banco. Se a ligação for legítima, a empresa permitirá que você envie uma mensagem de volta para se certificar de tudo é
legítimo e seguro.

2) Gato por lebre:
Os golpistas podem oferecer algo como assistência técnica gratuita, acesso a um documento protegido ou alguma solução para um “problema”. Não se deixe enganar. O objetivo dos bandidos é coletar credenciais de acesso às suas contas para explorá-las ou vendê-las.

3) Curiosidade:
Lembre-se que foi a curiosidade, que matou o gato. Então, a curiosidade é o ponto fraco que os golpistas costumam explorar. Encontrou um pen drive
abandonado? NUNCA o conecte ao seu computador. Isso facilita a invasão de cibercriminosos. Acredite! Estou lhe falando, porque mesmo sabendo como fazer esse tipo de programa que fica escondido em seu computador coletando tudo que você faz no seu computador, “já fui uma vítima por aceitar que outra pessoa conectasse um pen drive no meu PC”.

4) Pretexting:
Para ganhar a confiança da vítima, o cibercriminoso coleta informações específicas. O objetivo é se passar por um colega de trabalho para solicitar alterações de pagamentos. Esse golpe sempre tem equipes financeiras como alvo, com um alto índice de sucesso.

Lembre-se que NENHUM antivírus é 100% perfeito e seguro. Ele “pode” lhe proteger contra Phishing por e-mail, incluindo links e downloads suspeitos, mas a engenharia social atua nos pontos fracos da natureza humana. Por isso é extremamente importante que você fique atento e procure se familiarizar com os diversos tipos de golpes envolvendo a engenharia social.

Aproveito para alertar que “não existe almoço grátis”. Sempre tem alguém pagando seja, direto ou indiretamente. Então, não existe antivírus grátis. Ao instalar um antivírus “dito” grátis, você está instalando um “placebo” ao invés de uma “vacina” no seu PC ou celular.

Procure instalar um programa de prevenção de vírus PAGO, mesmo que seja baratinho. Existem alguns programas gratuitos muito bons, que foram criados e são mantidos em “código aberto”. Porém, esses programas não são antivírus, ou seja, não previnem uma infecção. Eles foram criados para detectar e destruir programas maliciosos em seu equipamentos. Um programa que eu uso e recomendo é o SpyBot. Eu tenho esse programa no meu computador e executo regularmente, principalmente depois de navegar por sites que nunca tinha acessado e que “demore” muito tempo para carregar suas páginas.

Outra ferramenta muito boa que eu costumo executar regularmente em paralelo com o SpyBot é a “varredura on-line” com o antivírus ESET. No site do fabricante do antivírus tem um link para executar um escaneamento online grátis. Ao executar pela primeira vez, o programa solicita a instalação de um plugin em seu computador. Pode aceitar que é, além de necessário, seguro. Para usá-lo, procure por “antivirus online ESET” no Google. Entre os resultados da busca, clique na opção:

Detecção e limpeza de vírus online | ESET
https://www.eset.com › online-scanner
Como você pode se beneficiar do ESET Online Scanner. Smart way to test your antivirus

Lembrando que, apesar do ESET ser um antivírus, esse escaneamento online é apenas uma ferramenta que a empresa oferece gratuitamente. Ao carregar a página clique em “ESCANEAMENTO ÚNICO”.

Divulgue!

Compartilhe com os amigosShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Pin on Pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta